04/12/2021 11h28

MANUTENÇÃO DOS FARÓIS: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

 

Mesmo se tratando de um item de extrema importância para a segurança ao dirigir, a manutenção dos faróis costuma ser bastante negligenciada pelos condutores. Pequenas colisões, buracos, estradas de terra e ambientes úmidos podem causar graves danos aos faróis dos carros. Os problemas vão desde o desalinhamento do facho de luz até a abrasão das lentes. O farol do carro é a extensão dos seus olhos enquanto dirige. Se ele não estiver em boas condições, pode ser que nada fique tão visível assim, e isso pode gerar sérios problemas. Por isso, é imprescindível fazer a manutenção dos faróis preventiva e regularmente.

O farol desregulado ou desalinhado, além de atrapalhar a visão do motorista, coloca em risco os condutores que estão na direção oposta, pois, por reflexo, os olhos seguem o ponto mais forte de luz. 

A vedação é um dos fatores de extrema importância na hora da manutenção dos faróis

Você já olhou para os seus faróis e encontrou água dentro? Isso é um problema clássico de vedação. A consequência do líquido circulando dentro desse componente é um curto-circuito, que pode danificar muito mais do que apenas o sistema de iluminação. Se for verificada a presença de água no farol, é necessário trocar as borrachas de vedação, ou até mesmo o suporte completo. Um curto-circuito pode comprometer a segurança do veículo e dos seus ocupantes.

A abrasão inutiliza o conjunto

A abrasão está entre os agentes mais nocivos aos faróis, por não ser possível a reparação da peça. No caso de carros que trafegam em estradas, o efeito da areia batendo em alta velocidade danifica a lente do farol. A limpeza do carro com detergentes fortes, comuns em lava-rápido, também prejudica a lente, fazendo necessária a manutenção dos faróis.

A alta umidade também tem efeito abrasivo. No caso, a parte espelhada do farol é que sofre a degradação. Esse acabamento é feito pelo processo de metalização, em que é aplicada uma camada muito fina de alumínio. No entanto, se danificado, o farol precisa ser trocado, pois não há reparos. Por esse motivo, não se deve tentar limpar a área, nem arear com palha de aço. Só de passar a mão, essa camada risca.

 

A luz precisa se propagar. Isso é fundamental!

O uso diário do veículo gera um desgaste natural dos componentes. E o farol é uma das peças que também sofrem com a ação do tempo. Por isso, periodicamente é preciso verificar se as luzes estão reguladas.

Ao trafegar pelas ruas e estradas, o carro sofre com as vibrações causadas pelas irregularidades do terreno. Com isso, os faróis também começam a ficar com a posição da lâmpada desregulada. Mas não se desespere! Basta colocar o carro em um lugar plano e próximo de uma parede lisa. Se as luzes estiverem retas, a regulagem está correta. Entretanto, se as luzes estiverem convergindo na parede, você precisa abrir o capô do carro e procurar os parafusos de ajuste que ficam na parte de trás da peça e regular os faróis até que as duas luzes sejam emitidas em linha reta, ou procurar um profissional para realizar a manutenção.

Confira aqui mais 10 dicas importantes sobre a manutenção dos faróis:

 

  • As únicas lâmpadas de xênon permitidas são as originais de fábrica e os modelos criados para reposição. 

  • Evite trepidações. O balanço irregular pode prejudicar a durabilidade das lâmpadas e a regulagem das luzes.

  • As lâmpadas dos faróis perdem cerca de 30% da luminosidade antes de queimar. Por isso, a recomendação é de que elas sejam trocadas a cada 20 mil quilômetros, o que evita uma surpresa desagradável caso apaguem de vez durante uma viagem à noite. 

  • Não se esqueça de também checar a condição das lâmpadas de sinalização, como lanterna, freio, ré e luz de seta. Seu bom funcionamento é essencial para evitar colisões traseiras e laterais.

  • Fique atento à tonalidade da lente protetora do farol. A exposição ao sol ou até mesmo uma lâmpada de alta potência indevidamente instalada podem causar seu amarelamento, o que ajuda a ofuscar e bloquear a luz emitida, diminuindo o campo iluminado.

  • Evite o uso de lâmpadas não originais de fábrica e fora das normas permitidas. Elas podem produzir luz inferior ou mal posicionada.

  • Além de dificultar a visibilidade e colocar sua vida em risco, uma iluminação desregulada e fora dos padrões pode doer no seu bolso. Isso porque a situação é passível de multa grave, perda de cinco pontos na carteira de habilitação e retenção do veículo para regularização.

 

Ficou com dúvidas a respeito? Então, deixe os seus comentários, que nossa equipe estará pronta para ajudá-lo!

 

Por Macora Automóves
}
Esse site usa cookies
Usamos cookies e semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Conheça nossa política de privacidade.