22/11/2021 13h19

5 tendências do mercado automotivo para os próximos anos

A cada ano, muitas pessoas ficam atentas para conferir quais serão as principais tendências do mercado automotivo. Afinal, estamos falando de uma das indústrias mais dinâmicas e inovadoras do mundo, que constante mente implementa novos recursos e tecnologias ao desenvolvimento dos veículos.

Separamos para você algumas tendências do mercado automotivo para os próximos anos, como a redução de emissão de gases nocivos para o meio ambiente, a ampliação da segurança para motoristas e passageiros e a integração total dos carros a internet.

 

Tudo isso chama a atenção tanto dos aficionados por carros quanto daqueles que atuam no setor de reparação automotiva. E você, sabe quais são as tendências em alta atualmente?

Confira!!

1 – Integração tecnológica

Dentre todas as tendências do nosso mercado, a harmonia entre tecnologia e automóvel talvez seja a mais notável.

Apesar de muitos consumidores pensarem que a tecnologia atua somente na parte do entretenimento do veículo, vai muito além. Com os avanços tecnológicos, o número de informações mapeadas e disponibilizadas ao motorista é cada vez maior.

Cada vez mais veículos trazem, por exemplo, um computador de bordo com dados importantes como consumo de combustível instantâneo e médio, performance e outros números sobre o carro.

Esse tipo de tecnologia é decisiva para que o motorista tenha mais tempo para detectar e corrigir problemas de forma preventiva.

Mas não para por aí. Nos últimos anos, as indústrias estão conseguindo utilizar a tecnologia digital para criar recursos para centrais multimídia conectadas a sistemas operacionais.

Para facilitar o uso de funções durante o trajeto, as telas sensíveis ao toque dão acesso rápido e seguro aos recursos que o motorista deseja. A conectividade com smartphones também é cada vez mais comum — outro ponto importante para a segurança.

 

Aqui, falamos de lojas inteiras compostas por telas responsivas ao toque, com alguns poucos funcionários e nenhum modelo em exposição. A missão é reduzir o custo operacional que seria gasto com vendedores e salas comerciais, trocando a experiência tradicional de compra por uma experiência mais virtual e objetiva, em que o cliente entra, escolhe, compra e sai. No Brasil, a Fiat é a pioneira dessa modalidade.

Em um futuro não muito distante, em que a funcionalidade supera o entusiasmo automotivo, os veículos serão autônomos, totalmente elétricos e compartilhados.

Nesse cenário, os acidentes serão reduzidos a zero, já que o emprego maciço de Big Data, Inteligência Artificial, Machine Learning e IoT conseguirá evitar qualquer fatalidade, garantindo que todos os veículos estejam cientes dos movimentos um dos outros, em um estado de máxima previsibilidade e adaptação em tempo real.

 

2 – Automóveis mais leves e seguros

O mercado automobilístico tem se preocupado muito com duas questões: produzir veículos mais leves que não agridam tanto o meio ambiente e garantir mais segurança aos passageiros.

Por mais que as duas coisas pareçam opostas, elas não são. Carros mais leves podem sim ser mais resistentes e seguros. Prova disso são os novos materiais que estão sendo estudados pela indústria. Um deles é a fibra de carbono, que pesa menos, é extremamente resistente e ainda diminui o impacto gerado em caso de um acidente.

A segurança é uma bandeira de solução preventiva, visando proteger a integridade das atuais e futuras gerações no volante. Com isso em mente, governos tornarão os requisitos mínimos de segurança cada vez mais rigorosos, fazendo com que veículos populares sejam equipados com soluções de frenagem automática, controle eletrônico de tração e estabilidade, airbags de cortina e muito mais.

3 – Comunicação entre automóveis

Esta talvez seja a tendência mais incrível e futurista de todas: você sabia que, em um futuro próximo, os carros deverão sair de fábrica com sistema Wi-fi e comunicação integrada?

Isso quer dizer que os veículos, basicamente, poderão trocar informações entre si. Essas informações podem ser sobre condições climáticas, qualidade do tráfego em uma determinada região, velocidade ou até mesmo condições da estrada.

Os fabricantes estão desenvolvendo carros com conexão de rede sem fio própria. A expectativa é que essa tecnologia esteja disponível em um a cada cinco carros. Na proporção, esse é um número bem alto. 

Dessa forma, os carros não vão mais precisar de aplicativos como o Waze para prever o tempo necessário para um trajeto e escolher a melhor rota. Eles farão isso com os seus próprios dados, de forma autônoma. 

Aliás, essa autonomia ainda está em desenvolvimento, mas já vale pensar nessa possibilidade para os próximos anos. A tendência é que, por conseguir fazer esses cálculos, logo os carros comecem a tomar decisões sozinhos.

4- Automóveis sustentáveis

Não temos como debater tendências do mercado automotivo sem citar a sustentabilidade. Já há alguns anos, a indústria investe tempo e recursos tentando encontrar uma forma de produzir veículos que causem menos impacto ambiental. Os consumidores, inclusive, também estão cada vez mais conscientes em relação a isso. 

Nos próximos anos, tudo indica que teremos boas novidades sobre o avanço dos carros híbridos e elétricos, que funcionam total ou parcialmente através de um motor elétrico. Caso esteja se perguntando, os problemas da gasolina são dois: a poluição e o fato de ela ser produzida a partir do petróleo, um recurso natural não renovável.

Uma das tendências do mercado automotivo para os próximos anos é, portanto, a ampliação e desenvolvimento de carros híbridos e elétricos, que utilizam a eletricidade para funcionar. E os motoristas estão cada vez mais conscientes à necessidade desse tipo de carro, o que demonstra um avanço.

5 – Mais conforto e espaço interno

Se alguém fizer uma comparação entre um carro muito antigo e um de modelo atual, perceberá o contraste no conforto em estar em um e em outro. Os carros da atualidade são mais confortáveis, e uma das tendências do mercado automotivo para os próximos anos é aumentar o conforto e o espaço interno.

Para a indústria, o que o consumidor está sinalizando é muito óbvio: queremos mais conforto e espaço! Sendo assim, as montadoras estão de olho nessa tendência e devem lançar modelos cada vez maiores e mais confortáveis.

Os veículos do tipo SUV (utilitário esportivo) estão conquistando o mercado brasileiro.

O brasileiro está em busca de espaço interno. Em outras palavras, ele quer conforto.

 

O que achou de todas essas tendências do mercado automotivo para os próximos anos? 

 
Por Macora Automóves
}
Esse site usa cookies
Usamos cookies e semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Conheça nossa política de privacidade.